sáb. maio 15th, 2021

A Medicina da Folha da Coca

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


A hoja de coca, como é conhecida (folha de coca), é uma planta originária dos Andes, cultivada há mais 8 mil anos.

Ela é usada principalmente na Bolívia e no Peru pelos índios quíchuas e aimaras, que vivem em altitudes acima dos 4.000 metros.

A cocaína é uma substância, extraída das folhas de uma planta chamada Erythroxylon coca. Esse arbusto é nativo da região andina da América do Sul, notadamente, Bolívia e Peru.

Há duas variedades dominantes no mercado: a huanaco, com folhas ovais na cor marrom-esverdeada e outra de folhas bem menores de cor verde-clara. A cocaína também pode ser extraída de outro arbusto semelhante, o epadu, nativo da Amazônia. Este é utilizado pelos índios da região há séculos. Há indícios de que o arbusto Erythroxylon coca seja cultivado nos altiplanos da América do Sul há pelo menos oito mil anos pelas civilizações pré-colombianas.

História

A folha de coca era utilizada na civilização Inca, no entanto, seu consumo era extremamente controlado, o uso sem autorização era considerado um crime lesa-majestade.
O imperador inca determinava pessoalmente quem conquistaria o direito de mascar as folhas de coca.
A importância da coca na sociedade incaica era tamanha que os nobres do império eram sepultados em meio a uma generosa quantidade de folhas do arbusto sagrado, pois se acreditava que seriam utilizadas no paraíso incaico.
Na prática, os povos andinos utilizavam a folha de coca como estimulante, para amenizar a fadiga provocada pelos efeitos da altitude, para controlar as sensações de sede e a fome e, além disso, para suportar o frio intenso das regiões altiplanos da Cordilheira dos Andes.

Mastigar a folha de coca tem por objetivo, em primeiro lugar, evitar o cansaço considerável devido à altitude. Assim, são evitadas a sede e a fome (ou pelo menos as suas sensações) e é possível suportar melhor o frio.”

Em 1560 D. Francisco Toledo, vice-rei da Espanha no Peru, iniciou o combate ao consumo da coca.
Para D. Francisco os usuários, embriagados pela coca, falavam com o demônio.
Em contrapartida, suas atitudes foram contestadas no final do século XVI, já que era o uso da coca que “garantia o desempenho da mão de obra indígena nas minas espanholas na América”.
O produto também proporcionou um importante movimento comercial em Potosi, no Peru.

É importante deixar claro que até agora nos referimos à planta ou a folha, cujo efeito no organismo não é comparado ao efeito estimulante de seu princípio ativo, a cocaína.
Foi apenas em 1860 que o químico alemão Albert Niemann, isolou o princípio ativo puro, ou o alcalóide principal, que foi denominado de cocaína .
No início a cocaína surgiu como um grande avanço para medicina.
Além de estimulante, era utilizado como anestésico. A descoberta da cocaína foi publicada nas principais revistas médicas, tanto da Europa como dos Estados Unidos; tratava-se um produto incapaz de danos secundários.
A cocaína era utilizada para o tratamento da depressão, dores de dente, garganta, em cirurgias oftalmológicas e em tratamento de dependência química. Inclusive há relatos de cura da dependência do ópio através da cocaína.

Na segunda metade do século XIX, começa a surgir no mercado farmacêutico, os primeiros produtos a base da folha de coca ou com o princípio ativo, a cocaína.
Dentre estes produtos temos: pastilhas para aliviar dores dentárias, tônicos e bebidas alcoólicas e não-alcoólicas.
Dentre esses produtos, destaca-se o Vinho de Coca Mariani, que estimulou a fabricação da Coca-Cola, desenvolvida pelo boticário norte-americano John Stith Pemberton.

A Coca-Cola, como veio a ser denominada, era vendida como mais um dos “milagrosos” tônicos para combater uma série de males como a cefaléia, depressões nervosas, desânimo e indisposição .
Para promover o produto, a Coca-Cola foi anunciada como “a bebida dos intelectuais abstêmios”.
A garrafa de Coca-Cola tinha seis onças, equivalente a aproximadamente 170 gramas, contendo em média dois miligramas de cocaína por garrafa.

A lei seca nos Estados Unidos fez com que a fórmula da Coca-Cola fosse alterada, pois era preciso retirar o álcool de sua composição. Além disso, também se retirou a cocaína da formulação, utilizando folhas de coca sem o princípio ativo ou descocainadas. Até hoje, a fórmula da coca-cola é guardada como um dos maiores segredos industriais.

Alcalóides

As folhas de coca contêm diversos componentes químicos conhecidos como alcalóides.
Nos dias atuais, o mais conhecido entre esses componentes é a cocaína, extraída e purificada por complexos processos químicos.

Mas a mastigação da folha de coca com fins medicinais é um hábito tão antigo quanto a própria civilização inca.
Outros alcaloides da coca têm efeitos levemente estimulantes, ajudam a reduzir a fome e participam do processo digestivo, além de mitigar os efeitos da falta de oxigênio em regiões de altitudes excepcionais.

Mama Coca

Mitologicamente a folha de coca é venerada como Mama Coca, filha de Pacha Mama, e sempre foi associada como oferenda dos deuses para o povo andino.
No passado, os indígenas as transportavam em uma pequena bolsa, chamada de chuspa.
A folha mastigada servia como amuleto e também como oferenda às divindades.
Se cuspissem as folhas mastigadas na palma da mão, poderiam fazer uma leitura do futuro com a interpretação de suas formas. Ainda hoje, acreditam que ao oferecer folhas de coca a Inti, Deus do Sol, ele retribuirá com boa colheita e prosperidade.

Quando os espanhóis chegaram, no século XV, tentaram proibir o uso medicinal e as oferendas com a folha, julgando-a como uma prática pagã. Mas ao perceberem o poder da planta como forte estimulante, os colonizaram passaram a aceitá-la.

A Medicina

A Folha da Coca é considerada um dos produtos mais nutritivos do mundo. Possivelmente seus maravilhosos efeitos medicinais se devam ao alto teor de nutrientes que possui, já que estes estão diretamente relacionados ao bem-estar psicossomático do ser humano.

Uso Místico:

  • A coca é uma planta sagrada da cultura Inca. No antigo Tawantinsuyo, apenas os nobres tinham o direito de consumi-lo.
    Atualmente, os habitantes da cultura indígena da região alta do Peru, resgatam o processo esotérico (psicossomático), que ocorre no homem, quando ele é submetido à prática da cura com coca, para se acentuar, sua sensibilidade em relação às plantas medicinais e sua inter-relação com elas. Os “paqos” que se submetem a este tratamento, (21 dias “chaqchando coca, apenas com o consumo de água e milho torrado), adquirem hipersensibilidade e têm uma comunicação fluida com a energia vital da coca, que se traduz em qualidades videntes, na capacidade de perceber a aura das pessoas e curar o corpo e a alma.
  • Para o xamanismo andino, a folha de coca também é considerada uma erva de poder e até hoje é usada, pelos que são entendidos, para fins oraculares estando sempre presente em todos os rituais xamânicos andinos.
  • Na medicina xamânica, as folhas secas de coca transformadas em pó são usadas na cura de feridas, para estancar o sangue e reduzir hematomas.

Uso tradicional:

  • Usada na medicina tradicional como chá, as folhas possuem grande quantidade de proteínas e vitaminas, que dão muita energia para o corpo. Suas propriedades medicinais são comprovados cientificamente e possuem ricos mineiras como: ferro, zinco, cálcio, fósforo e potássio. Assim como o café, a folha de coca é um estimulante mais suave.
  • “Chaqchada” (mascar a folha de coca) fazendo um bolo na boca, a folha de coca consegue preservar os dentes e a cavidade orofaríngea.
  • A infusão da coca é usada como um poderoso e eficaz digestivo, levando-a após a ingestão de alimentos, preservando assim intactos e saudáveis ​​o sistema digestivo e os órgãos internos.
  • É muito eficaz contra a osteoporose, pois a folha da coca fornece mais cálcio que o leite e tanto fósforo quanto o peixe.
  • É recomendada para hiperatividade, pois tomar a folha de coca em infusão favorece o trabalho e o enfoque acadêmico.
  • No tratamento da obesidade e bulimia: a infusão da folha de coca, controla o apetite sem desnutrir, esses efeitos são conhecidos há muito tempo.
  • Ao tomar a infusão dessas folhas, alivia imediatamente as dores musculares e articulares.
  • Ao consumo desta maravilhosa folha de coca proporciona mais resistência física de forma muito visível.
  • Inicia a limpeza do trato urinário. Melhorando seu funcionamento, talvez por esta razão sejam atribuídas propriedades de regulação da pressão arterial.
  • Outra função importante da folha de coca é melhorar o funcionamento do fígado, pois elimina as substâncias tóxicas e, consequentemente, regula os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Psico – Uso Terapêutico:

  • A Folha de Coca, depois de chaqchada, torna-se um bolo denominado “hach’o”, que depois de seco pode ser fumado como um cigarro, aproveitando seus efeitos ansiolíticos naturais, para controlar os estados mentais (estresse).

Uso bactericida:

  • Diariamente (três doses de mate), evita a entrada no corpo de bactérias e vírus que causam doenças e envelhecimento prematuro.

Infelizmente a importância sagrada e medicinal da coca foi sucumbida quando os norte-americanos e europeus extraíram da planta o alcalóide (cocaína), que foi usado como base de produção da droga. O que levou a “quase” condenação da erradicação das plantações de coca na Bolívia e no Peru.

Preservar e respeitar essa tradição ancestral, cultivada até os dias de hoje, é um caminho para entendermos a identidade cultural dos povos.

Luz p’ra Nós

 

Portais
 Fortaleça no merch.
escoladelucifer.com.br
unebrasil.org
unebrasil.com.br
unebrasil/livrolucifer
querovencer.unebrasil.com.br
congressodigital.unebrasil.com.br

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
12 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Shirley Oliveira
07/12/2020 8:05 pm

Muito boa matéria, gratidão irmã.
Luz p´ra nós.

Joao Pedro Senna Valle Vieira
07/12/2020 8:34 pm

Excelente irmâ! LPN!

Leonardo Moreira
07/12/2020 8:59 pm

Luz P’ra Nós!

Aurélio de Carvalho 🇧🇷
07/12/2020 9:11 pm

Grato pela informação. Luz p’ra nós! 🍎

Edson Junior (Junior)
07/12/2020 10:52 pm

Interessante!
Luz pra nós!!

Gustavo Borba
08/12/2020 1:35 am

Gratidão! Uma “viagem” a ancestralidade! As tradições ameríndias são fenomenais.

Luz p’ra nós!

Bruna Sollara
08/12/2020 10:30 am

Muito interessante
Luz p’ra nós!

Maria Fernanda
08/12/2020 11:34 am

Muito boa a matéria! Gratidão 🙏🏼✨ Luz pra nós!

Arlete Lima
08/12/2020 11:39 am

Que planta maravilhosa, muito coisa ainda não sabia sobre ela!Grata, Luz pra nós

José Ricardo Dos Santos
08/12/2020 1:50 pm

Incrível, luz p’ra nós.

Lin de Oliveira
08/12/2020 8:54 pm

Excelente Matéria …
Gratidão
Luz p´ra nós

Hitler
05/01/2021 10:43 pm

Luz p’ra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

12
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas