sáb. abr 17th, 2021

Advogado assassinado em Curitiba tinha entrado com ação-crime contra Moro

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


 

 

 

Nesta quinta (11), o advogado Igor Martinho Kalluf foi brutalmente assassinado no centro de Curitiba.

 

Segundo o jornalista bolsonarista Oswaldo Eustáquio, o assassinato foi “misteriosamente executado”.

 

Diversos internautas já associam o assassinato ao nome de Moro.

 

Segundo jornal O Regional, em 2019, Igor estava entre os nomes do Coletivo Advogados e Advogadas pela Democracia que, após a Vaza Jato, assinaram uma notícia crime contra o ex-juiz Sergio Moro:

A leitura dos conteúdos divulgados até esse momento revelam que, além da busca de vantagens pessoais ( registre-se que além de Moro o governo federal abriga mais 18 agentes públicos que foram vinculados à Lava-Jato), objetivavam também interferir no resultado das eleições presidenciais do ano passado, em flagrante militância ideológica, “o que significa brutal ataque aos Princípios Republicanos, ao regime representativo e democrático e ao Estado de Direito”, como constou na citada Notícia-Crime.

 

Os conteúdos trazidos pelo jornalista Glenn Greenwald, apontam para uma inadmissível promiscuidade entre órgão acusador e o Juiz e revelam práticas imorais e criminosas, como exposição midiática de investigados, revelação de andamento de processos em segredo de justiça e manifestações com críticas ideológicas sobre decisões do STF, “ferindo princípio hierárquico e ético, aos quais estão adstritos os magistrados e membros do Ministério Público Federal”.

 

O Coletivo dos Advogados e Advogadas pela Democracia indica que, até o presente momento, é possível imputar, em tese, a prática dos crimes a seguir capitulados: (a) ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, artigo 2º, Lei 12.850/13; (b) CORRUPÇÃO PASSIVA, artigo 317, CP; (c) PREVARICAÇÃO, artigo 319, CP; (d) VIOLAÇÃO DE SIGILO FUNCIONAL, artigo 325, CP; (e) CRIMES CONTRA O REGIME REPRESENTATIVO E DEMOCRÁTICO, A FEDERAÇÃO E O ESTADO DE DIREITO, artigos 13, 14 e 26, Lei 7170/83, não é pouco.

 

(…)

Os advogados que firmaram a Notícia-Crime: ADRIANO LAURENTINO DE ARGOLO, EDUARDO SUZUKI SIZO, CARLOS AUGUSTO DOS SANTOS NASCIMENTO MARTINS, CLAUDIO ANTONIO RIBEIRO, IGOR MARTINHO KALLUF, JOCILENE QUEIROZ MEYER, LUCAS RAFAEL CHIANELLO, MARCELO TADEU LEMOS DE OLIVEIRA, MARCELLO R. LOMBARDI, PEDRO FRATUCCI SAVORDELLI, RUY SILVA DOS SANTOS JÚNIOR e TÂNIA MARA MANDARINO, cuja coragem honra a Democracia e a Advocacia.

 

 

De DCM

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
8 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Tatta Amanda
12/06/2020 12:32 am

No mínimo estranho.
Luz p’ra nós.

Luiz Cláudio
12/06/2020 6:19 am

Luz p’ra nós!

Rômulo Matheus Lins
12/06/2020 9:19 am

Luz p’ra nos!!

12/06/2020 9:32 am

cabuloso e intrigante !!!!! Luz p’ra Nós 🍎

Márcio Henrique
12/06/2020 11:48 am

Luz pra nós!

Mateus Silva
12/06/2020 1:42 pm

Luz p’ra nós!

Gustavo Borba
13/06/2020 12:41 am

Luz p’ra nós!

Jeferson Vinicio
13/06/2020 10:34 pm

Luz p’ra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

8
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas