sáb. abr 17th, 2021

Biblioteca da Cidade de Éfeso e Celso com mais de 12.000 pergaminhos

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Esta biblioteca – construída em 117 aD – é uma das estruturas mais belas de Éfeso.

Era um túmulo monumental para Caio Júlio Júlio Flávio Polemaeanus – governador da província da Ásia e um grande amante dos livros – de seu filho Galius Júlio Aquila, mas Celso pagou pela construção da biblioteca com sua própria riqueza pessoal.
Descansando em um pódio de nove passos de 21m de comprimento, a impressionante fachada sobrevivente é ricamente decorada com esculturas de relevo e tem duas histórias – cada uma com três pares de colunas cobertas com capitais corintianas.

O próprio Celso foi sepultado sob o térreo da biblioteca em um caixão de chumbo envolto em um sarcófago de mármore decorado.

Do outro lado da entrada, havia uma estátua de Atena, a deusa da sabedoria.

A biblioteca armazenava mais de 12.000 pergaminhos e era a terceira biblioteca mais rica dos tempos antigos depois do Alexandra e do Pergamum.
A biblioteca era um lugar fascinante com incontáveis obras literárias valiosas, assim como Éfeso, que é datado de 2000 anos a.C. A longa história da cidade inclui a captura de Éfeso pelos Kimmers (cimérios) no século VII a.C., pelos lúdios em 560, e mais tarde em 546 a.C. pelos persas, e sua dominação até Alexandre, o Grande, derrotar os persas em 334 a.C.

As ruínas de Éfeso, Localizado perto da cidade de Selçuk, a 70 quilômetros ao sul de Izmir, é agora um sítio arqueológico com muitas ruínas antigas, incluindo o Templo de Ísis está situado no centro da Agora da cidade, a fonte de Sextilius Pollio construída no ano 93 a.100, o Templo de Domiciano (81-93 a.), o Portão de Héracles (Hércules) , a fonte de Trajano construída nos anos 102-114, e o Templo de Adriano parece datado de 117-138 ad,
Na Biblioteca Celso, os pergaminhos dos manuscritos eram mantidos em armários em nichos nas paredes. Havia paredes duplas atrás das estantes para evitar que fossem dos extremos de temperatura e umidade.
A fachada da biblioteca tem dois andares, com colunas de estilo corintiano no térreo e três entradas para o prédio, ladeadas por quatro estátuas retrocedendo em nichos.

Os construtores usaram um truque óptico de que as colunas nas laterais da fachada são mais curtas do que as do centro, dando a ilusão de que o edifício é maior em tamanho.

Hoje as estátuas nos nichos das colunas são as cópias dos originais. O interior da biblioteca e todos os seus livros foram destruídos pelo fogo no terremoto devastador que atingiu a cidade em 262.

Só a fachada sobreviveu. Cerca de 400 a.L., a biblioteca foi usada para outros fins. A fachada foi completamente destruída por um terremoto posterior, provavelmente no final do período bizantino.

As estátuas simbolizam sabedoria (Sophia), conhecimento (Episteme), inteligência (Ennoia) e valor (Arete) – as virtudes de Celso. A biblioteca foi restaurada com a ajuda do Instituto Arqueológico Austríaco e os originais das estátuas foram levados para o Museu Éfeso, em Viena, em 1910.

Fonte : Fatoscuriosos.

 

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
14 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus Rocha
06/04/2021 12:13 am

Luz pra nós!

Dudu de Souza
Editor
06/04/2021 12:51 am

Muito bonita… Luz p’ra nós

Silvia Cristina Rodrigues
06/04/2021 9:19 am

Que lugar fantástico! Luz p’ra nós.

José
06/04/2021 7:03 am

Luz pra nós

07/04/2021 5:39 pm

Luz p’ra nós

José Ricardo Dos Santos
07/04/2021 7:49 pm

Luz p’ra nós.

Matheuzin
07/04/2021 8:51 pm

Gratidao! Luz p’ra nós!

Maísa Sousa
08/04/2021 8:49 am

Luz pr’a nós

Shirley Oliveira
10/04/2021 8:38 pm

Luz p’ra nós 🙏🏻✨

Williams Rodriguez
14/04/2021 11:22 am

Luz pra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

14
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas