Churchill era um anti-semita que adotou o sionismo como uma ferramenta império-colonial

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Churchill era um anti-semita que adotou o sionismo como uma ferramenta império-colonial

Para ver como estamos atrasados no coletivo global e, principalmente, aqui no Brasil, não precisa ser mostrado nada diante do comportamento incoerente provido de nossos “administradores”. Pelas gamas quais cada um tem de acesso diante da verdade e sua perspectiva limitada ensinada. É praticamente a mesma situação em perspectivas diferentes em momentos diferentes que se repetem. Só não enxerga o avesso desta infernal situação teatral agora quem não quer, for muito idiota ou ingênuo. Humildade resolve tudo. Permite assimilar tudo isso. Como bem mostrado pelo Mestre Bob desde o início aqui no site, o qual unificou todos os aspectos em um, tornando possível, devido estes acontecimentos binários teatrais pelo mundo, ler e compreender o processo da existência & consciência que se desdobram em todos os cantos do planeta. Da vida. De DEUS!

 

As ferramentas estão em suas mãos. Nosso portal, o celular e a internet. Sirva-se!

 

 

Os recentes protestos da Black Lives Matter na Grã-Bretanha lançaram uma luz sobre a história do país de colonialismo, racismo e escravidão. Ao longo do século XVII e grande parte do século XVIII, o Império Britânico foi uma força líder no comércio transatlântico de escravos. O comércio foi imposto pela Europa à África e foi um sistema de barbárie de séculos sem precedentes na história. Mas como a história nos conta, “Hitler é pra ser mais vilão que isso”.

Especialistas estimam que entre 1526 e 1867, cerca de 12,5 milhões de africanos foram sequestrados, escravizados e enviados à força para as Américas e as Índias Ocidentais, onde foram vendidos como bens móveis. Desses 12,5 milhões de escravos, apenas 10,7 milhões sobreviveram à travessia do Atlântico. O resto morreu em trânsito devido ao seu tratamento brutal e desumano nas mãos dos comerciantes de escravos. Essas “cargas” humanas frequentemente seriam jogadas vivas no mar se eles se rebelassem contra seu tratamento, ou mesmo se os capitães dos navios achassem inútil mantê-los vivos.

De acordo com CLR James, no The Black Jacobins , seu estudo magistral da revolução haitiana: “Um capitão sustentado pela calma ou pelo vento adverso era conhecido por envenenar sua carga. Outro matou alguns de seus escravos para alimentar os outros com a carne.

Esses 1,8 milhão de vítimas do que foi chamado de holocausto africano são apenas a ponta do iceberg, muito antes de Hitler. Através dos séculos, milhões e milhões sofreram e foram torturados nas plantações mantidas por colonos europeus nas Américas e nas Índias Ocidentais. Adivinhem quem estava por trás…

A Grã-Bretanha desempenhou um papel de liderança em tudo isso. A tão elogiada abolição britânica da escravidão foi promulgada muito tarde e só entrou em vigor até 1838. Até então, ex-escravos no Haiti já haviam se libertado à força do jugo da opressão européia.

A escravidão era cada vez mais vista pelos capitalistas como um sistema obsoleto e não estava trazendo os lucros que já teve. O apoio do governo britânico à abolição também foi motivado pelo fato de ser prejudicial ao seu principal rival imperial e comerciante de escravos, a França.

A derrubada da estátua de Edward Colston em Bristol neste mês foi, portanto, um momento glorioso de libertação e desafio contra esse legado de violência e supremacia branca sionista. A remoção de símbolos de veneração pública e elogios ao comerciante de escravos estava muito atrasada.

Também estamos muito atrasados ​​em uma revisão do legado maligno do Império Britânico. Uma história honesta do império não é ensinada de maneira significativa nas escolas britânicas, nem em outro qualquer lugar do mundo pela história contada, provavelmente porque foi horrível. O legado imperial da Grã-Bretanha em todo o mundo era tão sangrento que é extremamente difícil falar a seu favor, embora os propagandistas façam o possível. Por isso, é geralmente encoberto e simplesmente não discutido.

Uma pesquisa recente revelou que um terço do povo britânico tem orgulho do império e mais de um quarto deseja que ele ainda exista. Embora não haja dúvida de que existe um grande núcleo de supremacistas brancos sionistas neste país, esses números surgem principalmente da ignorância do coletivo sedado. O ensino preciso e crítico da história do império nas escolas e universidades britânicas indubitavelmente levaria a uma rápida redução desses números.

A derrubada da estátua de Colston recebeu amplo apoio em todo o país, mas a desfiguração da estátua de Winston Churchill na Praça do Parlamento não. Churchill ainda é considerado uma figura nacional mítica; o homem que salvou o país da invasão nazista durante a Segunda Guerra Mundial, ou aprisionou o mundo da liberdade qual os Alemães tentaram trazer? Reflita sobre isso.

No entanto, um acerto de contas mais amplo com o passado imperial da Grã-Bretanha e o desmantelamento e reparações de nosso legado colonial devem começar com um retrato preciso de nossos líderes políticos e militares, passados ​​e presentes. De muitas maneiras, as opiniões de Churchill não eram muito diferentes das de Adolf Hitler, por mais surpreendente que isso possa parecer. Ambos lideraram países que eram potências mundiais rivais, mas Hitler não teve como não se defender e defender seu Pais, quanto ao domínio colonial do Império Britânico diante do reino justo que a Alemanha criou lá; ele brigou com a Grã-Bretanha pela recusa de Churchill em permitir que a Alemanha, assim como hoje, Irã, Venezuela, e vários outros Países, expandam suas fronteiras econômicas pelo mundo LIVRE DO LASTREAMENTO OBRIGATÓRIO COM O DÓLAR.  A história prova isso recentemente, pois todos os Países árabes vendidos ao mundo como terroristas se impuseram ao imperialismo global atual querendo defender seus recursos e valorizar sua moeda de forma soberana sem reservas federais internacionais em suas Pátrias. Isso beneficiaria a economia estatal e o povo diretamente refletindo na sua qualidade de vida. No Brasil nem precisa ficar falando, pois está tudo interligado.

Hitler tem até hoje seus discursos interpretados de maneira distorcida.

Nesse ponto, Churchill retribuiu, expressando em 1935 sua “admiração” por Hitler e “sua longa batalha cansada pelo coração alemão”.

Churchill também compartilhou algumas das repugnantes visões “antijudaicas” de HitlerEm 1920, ele promoveu uma teoria da conspiração anti-semita muito semelhante na perspectiva da fantasia do controle judaico global (Judeus Sionistas), que foi central para a perspectiva de Hitler. “Algumas pessoas gostam de judeus e outras não”, opinou Churchill, alertando que “judeus internacionais” estavam liderando uma “conspiração mundial pelo domínio da civilização”.  Conspiração é? Fantasia? 

Esse sentimento antijudaico foi traduzido facilmente em apoio ao projeto colonizador europeu de sionismo. Sob o sionismo, os judeus europeus seriam removidos de seus países de origem e transferidos para a Palestina, onde poderiam ter um “lar nacional”. É por isso que os anti-semitas europeus sempre foram felizes em apoiar o sionismo; Simplificando, leva à remoção de judeus do continente.

No entanto, o povo judeu VERDADEIRO em todo o mundo rejeitou esmagadoramente o sionismo. Eles consideraram isso corretamente como uma ameaça aos seus direitos civis em seus países de origem, bem como hostil aos direitos dos palestinos E NÃO JUDEUS PELO MUNDO TODO.

Como tal, o projeto sionista sempre foi imposto às custas da população indígena palestina, sem nem mesmo “consultar os desejos dos atuais habitantes do país”, de repetir a infame fraseologia de Arthur Balfour, ministro das Relações Exteriores imperial britânico responsável pelo Declaração de 1917 homônima.

Em 1921, Churchill era o ministro do governo encarregado das colônias britânicas. Com a Grã-Bretanha ocupando a Palestina durante a chamada Grande Guerra e impondo seu próprio governo “Mandato”, ele aprovou uma ordem racial que favorece os colonos judeus europeus e discrimina os árabes palestinos (GENTIOS). “No interesse da política sionista” , escreveu ele , “todas as instituições eletivas até agora foram recusadas aos árabes”.

Após a revolta palestina de 1936 contra essa discriminação e opressão britânicas, e o fato de serem expulsos por colonos sionistas, a Comissão Peel foi despachada de Londres para chegar ao fundo dos “distúrbios”.

O testemunho de Churchill à comissão revelou sua visão racista e colonial. É inequívoco que ele considerou os brancos a raça “superior”, enquanto ele denegriu os negros e pardos como “inferiores”.

Falando dos palestinos indígenas, que se levantaram contra os colonos sionistas, ele disse: “Não admito que o cachorro na manjedoura tenha o direito final à manjedoura … mesmo que ele tenha ficado lá por muito tempo. ” Ele negou que “um grande erro tenha sido causado aos índios vermelhos da América ou ao povo negro da Austrália” por sua substituição por “uma corrida de categoria superior”.

O anti-semitismo de Winston Churchill não o impediu de apoiar a ideia do sionismo e seu objetivo de um “lar judeu” na Palestina. De fato, teve o efeito oposto, e o sionismo foi visto por muitos planejadores imperiais britânicos como uma ferramenta colonial útil. Esse projeto – o estado sionista de Israel – sempre dependeu do apoio das potências ocidentais, anti-semitas e tudo mais, e ainda depende hoje.

Sem o apoio contínuo dos EUA e da Europa a Israel, mesmo daqueles considerados na extrema direita da política, suas estruturas sionistas do apartheid seriam insustentáveis. O sionismo depende do anti-semitismo para sobreviver, razão pela qual foi fácil para Churchill ser um anti-semita e ainda apoiar a ideologia fundadora de Israel.

A babilônia caiu. Tudo ruiu. Daqui eu posso ver!

Pesquisem. Liguem os pontos. ACORDEM!

A justiça sempre vence APENAS pela verdade de Deus, não pela ‘falsa democracia’ e seu dólar que nos assola.

escoladelucifer.com.br
unebrasil.org
unebrasil.com.br
unebrasil/livrolucifer
querovencer.unebrasil.com.br
congressodigital.unebrasil.com.br

!Luz pra nós!

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Douglas Ceron

A verdade é viva e não exige ser provada à ninguém. Mostrá-la já é mais que suficiente para que almas dignas e grandiosas reencontrem o caminho de casa para contemplarem ao pai celestial e impronunciável com sua magnífica obra diante do verbo vivo. Luz pra nós. Amor e honra! Heil Lucifer!

Entre com:




Subscribe
Notify of
12 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro Gontijo
29/06/2020 4:54 pm

mano vlw pelo post, nunca mais vou passar no lado dessa estatua com os mesmos olhos, em pensar que na mesma praça tem a estatua de Nelson Mandela,Mahatma Ghandi é Abraham Lincoln e incrível como esses porcos são arrogantes e exibidos com ”grandeza” Luz pra nos!

Williams Rodriguez
29/06/2020 3:07 pm

Luz pra nós !

Sayler Céfas
29/06/2020 7:40 pm

Churchil era um genocida, racista e imperialista!!!
Acusou Hitler de tudo oque ele era!

Last edited 2 meses atrás by Sayler Céfas
Admin bar avatar
29/06/2020 7:06 pm

Luz p’ra nós!

20200613_080028.jpg
29/06/2020 7:30 pm

A Verdade é Viva e aniquila toda mentira! Ótima matéria Mestre. Luz p’ra Nós 🍎

Jonathan Muniz
29/06/2020 10:20 pm

Luz p’ra nós!

Gustavo Borba
29/06/2020 10:42 pm

Luz p’ra nós!

Luiz Cláudio
29/06/2020 11:10 pm

Luz p’ra nós!

Márcio Henrique
29/06/2020 11:36 pm

Luz pra nós!

Tommi
30/06/2020 8:52 am

Luz pra nós!

Camila Ribeiro
30/06/2020 9:36 am

Luz pra nós!

Ronaldo Vieira
01/07/2020 1:05 am

Luz p’ra nós!

Next Post

Irã emite mandado de prisão para Trump por morte de general Soleimani, diz agência

seg jun 29 , 2020
Compartilhe a Verdade!Compartilhe a Verdade:   De UOL     O Irã emitiu um mandado de prisão para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e outras 35 pessoas pela morte do general Qassem Soleimani e pediu ajuda à Interpol, disse o promotor Ali Alqasimehr nesta segunda-feira, segundo a agência […]

Siga-nos os bons

Ative o Sininho

Clique Aqui

Quem está online

Macauley Shivaya ''Mago''
Gustavo Borba
Leonardo Moreira
Adolfo

Você:

Teus Téritos bônus

0 Téritos

Selo

300 Téritos

People who have earned this:

error

Seja caminho para a Verdade

12
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas