qui. dez 12th, 2019

Dois palestinos mortos em protesto em Gaza, em meio às negociações entre Hamas e Israel

Compartilhe a Verdade:


Os protestos de sexta-feira acontecem em meio a relatos de que há “progresso significativo” nas negociações mediadas pelo Egito entre Hamas e Israel.

Pela 21ª sexta-feira consecutiva, milhares de palestinos em Gaza estão se manifestando, enquanto o mistério envolve detalhes das negociações em andamento entre Israel e o Hamas sobre o enclave sitiado.

As forças israelenses atiraram e mataram dois palestinos – um a leste do campo de refugiados de Al-Bureij identificado como Karim Abu Fatayir de 30 anos, e o outro a leste de Rafah identificado como Saadi Akram Muammar, de 26 anos, disse o Ministério da Saúde de Gaza. .

Um correspondente do Oriente Médio em Gaza informou que as forças israelenses estavam disparando balas e gás lacrimogêneo contra os manifestantes reunidos na “zona de amortecimento” perto da cerca que separa Gaza de Israel.

O Ministério da Saúde de Gaza informou que pelo menos 241 palestinos foram feridos até as 19h (horário local), incluindo pelo menos 40 feridos por fogo real e 18 menores. O correspondente do MEE testemunhou um número de palestinos, incluindo crianças, sendo tratados por médicos no local.

Os manifestantes mais uma vez queimavam pneus em um esforço para bloquear a visão dos franco-atiradores israelenses.

 

Enquanto isso, a mídia israelense informou que um incêndio havia começado no sul de Israel, desencadeado por um balão incendiário lançado pelos manifestantes de Gaza.

“[Os protestos] continuarão até atingirmos todos os nossos objetivos. Os sacrifícios de nossos povos não serão em vão e se traduzirão em realizações nacionais “.disse o porta-voz do Hamas, Abd al-Latif al-Qanuaa, na sexta-feira.

A marcha levou milhares de palestinos para protestar perto da cerca que separa Gaza de Israel desde 30 de março, em uma mobilização pública sustentada sem precedentes que denuncia o bloqueio de 11 anos do pequeno território palestino e pede a implementação do direito de retorno dos palestinos. refugiados.

Forças israelenses mataram pelo menos 169 palestinos – a maioria deles manifestantes – em Gaza nos últimos quatro meses e meio. Um soldado israelense foi morto por um atirador palestino durante o mesmo período.

Embora os protestos tenham ocorrido inicialmente durante os primeiros meses da marcha, durante o verão os manifestantes saíram principalmente às sextas-feiras.

Ataques aéreos israelenses e foguetes palestinos nas últimas semanas levantaram temores de que a situação possa se transformar em uma guerra total.

Durante semanas, houve crescente especulação em torno de um possível acordo entre Israel e o Hamas, negociado pelo Egito.

Um oficial do Hamas disse ao Oriente Médio na sexta-feira que o acordo incluiria a abertura de todas as travessias entre Israel e a Faixa de Gaza, bem como a garantia de uma passagem marítima para Chipre – em troca da suspensão de todos os tipos de ataques. Território Palestino.

No entanto, o conteúdo do acordo não foi oficialmente confirmado e o processo permanece envolto em sigilo. Espera-se que a trégua e seu conteúdo sejam declarados na próxima semana.

Compartilhe a Verdade:


8
Deixe um comentário

Please Login to comment
7 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Admin bar avatarJoão PedroBruno MesquitaJonathan MunizRafael Isaac Franchini Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Igor santos
Membro

Esses intrusos vão ver a justiça cair sobre eles!

Douglas Ceron
Editor

Isso a mídia não mostra vitimizando os palestinos dilacerados. Revoltante essa merda toda!

Sayler Céfas
Membro

Estes guerreiros vão morrendo
La no oriente médio

e vão renascendo aqui no paraíso brasil Atlântida!

O pesadelo destes crimes vai cair nas costas dos seus algozes
Eles querem dominar o sonho coletivo
Vão ter q segura essa bomba!

Rafael Isaac Franchini
Membro
Rafael Isaac Franchini

👍

Jonathan Muniz
Admin
Jonathan Muniz

Logo a simetria ira posicionar o caos pra quem realmente merece

Bruno Mesquita
Membro
Bruno Mesquita

Isso é que é jornalismo de verdade!

Xablau
Membro

Lá a guerra é nítida e a população sabe que Israel/EUA são os vilões do Oriente Médio.

Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

…e o sangue palestino continua escorrendo! Luz pra nós!