Fiscais acusam militares de atrapalhar combate ao desmatamento na Amazônia.

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Forças Armadas em ação conjunta com o Ibama na Amazônia - Arquivo Pessoal

 

De UOL

 

 

Atabalhoada, inexperiente e até mal-intencionada. É assim que fiscais ambientais se referem à atuação das Forças Armadas desde que elas desembarcaram na Amazônia para conter o desmatamento, em maio.

 

Embora custe milhões de reais aos cofres públicos, a operação GLO (Garantia da Lei e da Ordem) é ineficiente e atrapalha a atuação do Ibama, segundo fiscais que conversaram com o UOL sob anonimato.

 

 

 

Era uma quinta-feira, 7 de maio, quando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) autorizou o envio de tropas para combater focos de incêndio e desmatamento ilegal no Amazonas, Pará, Rondônia, Tocantins, Roraima, Acre, Amapá, Mato Grosso e Maranhão. Foi uma resposta à pressão internacional por causa dos incêndios na região amazônica, os maiores dos últimos anos.

 

Apesar do reforço militar, no entanto, o que se viu em maio deste ano assustou os ambientalistas. De acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), nunca se desmatou tanto: foram 829,9 km² devastados no mês em que a GLO passou a atuar —um recorde.

 

Autoritarismo e ineficiência Os militares tomaram para a si a condução das fiscalizações no momento em que pisaram na floresta. Chamou a atenção dos ambientalistas o equipamento trazido com eles: veículos e helicópteros de grande porte, “uma estrutura muito grande, difícil para manobrar e que chama a atenção dos desmatadores”, contou um fiscal.

 

Aos poucos, no entanto, os militares passaram a descartar as operações planejadas pelo Ibama —há 30 anos na região— e a retirar o órgão das decisões de inteligência. Desde maio, o instituto está proibido de indicar os alvos e formular as estratégias de campo.

 

Nos primeiros dias de GLO, os fiscais do Ibama se preparavam para surpreender um grupo de madeireiros em uma terra indígena invadida, quando receberam uma ordem militar: embora o instituto tivesse mapeado a área e descoberto o local exato do maquinário que seria apreendido, os fiscais deveriam desistir daquela operação e se encaminhar para outro lugar.

 

(…)

 

CONTINUA EM UOL

Compartilhe a Verdade:


0 0 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Victor Hugo B. de Melo

Entre com:




Subscribe
Notify of
9 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
San Marques
28/06/2020 12:27 pm

Luz pra nós.
Daqui apouco ao vivo no bigo live.

Luiz Cláudio
28/06/2020 1:30 pm

Luz p’ra nós!

Mateus Silva
28/06/2020 3:46 pm

Luz p’ra nós!

MariaFe
28/06/2020 4:48 pm

Luz p’ra nós

Camila Ribeiro
28/06/2020 9:41 pm

Luz pra nós!

Márcio Henrique
28/06/2020 10:34 pm

Luz pra nós!

Jonathan Muniz
Editor
28/06/2020 11:27 pm

Luz p’ra nós!

Gustavo Borba
28/06/2020 11:43 pm

Luz p’ra nós!

Saymon de Castro Januário
29/06/2020 4:24 pm

Luz pra nós!

Next Post

A Revolução Deepfake

dom jun 28 , 2020
Compartilhe a Verdade!Compartilhe a Verdade:Trecho que separei da entrevista com Bruno Sartori pelo canal Meteoro.doc Apenas assista.        O futuro já chegou.  O real e o não-real já se confundem com relativa facilidade;  A expressão ”isso é muito black mirror” nunca serviu tão bem, quanto para descrever o […]

Siga-nos os bons

Ative o Sininho

Clique Aqui

Quem está online

Higor
Gustavo Borba
Richard Maquiavel
Bruno Bauler

Você:

Teus Téritos bônus

0 Téritos
error

Seja caminho para a Verdade

9
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas