sáb. maio 15th, 2021

Jovem se livra de mais de 10 comprimidos por dia após uso de Cannabis

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Elize Giacopini, de 12 anos, chegou a ter 15 convulsões por dia. A Cannabis medicinal quase zerou as crises

666

Eloize era uma criança ativa e estudiosa, e nada indicava algum motivo de preocupação. Até um dia, aos nove anos, tudo mudou. Estava sentada no sofá, comendo uma bolacha, quando de repente ficou quieta. A família estava com visita em casa, e pensaram que a menina queria ficar na dela e deixaram para lá. Até a hora da despedida: Eloize não respondeu ao tchau, nem ao chacoalhão posterior de sua irmã.

Somente no hospital a condição da jovem ficou mais clara, em um ataque convulsivo. Deixou o hospital 12 dias depois, com o diagnóstico de epilepsia.

 

Tratamentos convencionais para epilepsia

Começou então a jornada em busca de tratamento. Na primeira tentativa, com carbamazepina, teve uma reação alérgica fazendo surgir bolhas em todo o corpo e pouco efeito positivo.

Com depakene e gardenal, somou novos sintomas à sua condição. “Ficou um bom tempo sem crises, mas se tornou muito agressiva. Se jogava no chão, mordia as pessoas. Não conseguia responder direito quando falavam com ela e sentia muita dor de cabeça”, lembra sua irmã Pamila Giacopini.

Logo as crises voltaram, e os médicos aumentaram ainda mais a dose dos medicamentos. “Mesmo com todos esses remédios, eram de 3 a 4 crises por dia”, continuou Pamila. “Os médicos começaram a investigar, as crises não cessavam nem por um dia. Encontraram um nódulo na cabeça dela, que poderia ser a origem das crises, e decidiram operar.”

 

Cirurgia e remédios

A cirurgia, realizada dia 12 de fevereiro, foi um sucesso. Já os resultados, nem tanto. “Assim que veio para casa, em uma semana, já começou a ter crises novamente”, contou Pamila. “Só não eram iguais às de antes. Apenas babava e virava os olhos. Começou a ter de 5 a 6 crises por dia. Em um dia ela teve 15 crises. Chegou a cair e rolar sem a gente nem ver.”

Aumentaram ainda mais os medicamentos, e nada de Eloize melhorar. Começou a apresentar incontinência urinária junto às crises, o que a levou às fraldas. “Os médicos falaram que teria que operar novamente Um novo exame disse que todos os focos de crises tinham retornado como se nem tivessem feito a primeira cirurgia.”

 

Epilepsia e Cannabis medicinal

Até que Pamila, que é enfermeira, começou a trabalhar no mesmo hospital que o médico Renan Abdalla. “Ele me contou sobre a Cannabis. Minha mãe tinha um preconceito, porque não sabia do óleo. O dr. Renan fez chamada de vídeo, e explicou tudo para ela”, conta Pamila.“Ele deu um óleo para experimentarmos. Três gotas de manhã, três à noite, e ela ficou duas semanas sem crise, e assim começamos o tratamento.” 

 

Elize Giacopini

 

Após anos com convulsões frequentes, o início do tratamento fez Eloize ficar por dois meses sem crises. O benefício foi tão evidente, que alguns dias após o uso de Cannabis, gravou um vídeo junto a sua mãe, Silvana Giacopini, em que celebrava a evolução. “Dormi dois dias sem fralda, e me sinto muito melhor. Eu quero tirar os remédios da minha vida. É muito remédio.”

 

Qualidade de vida com Cannabis

Seu pedido foi atendido. Hoje, dos 15 comprimidos que tomava diariamente, reduziu para 2,5 comprimidos, tampouco consideram a hipótese de submeter a jovem a mais uma cirurgia. Suas crises se tornaram muito menos frequentes, com uma ou outra ao longo do mês, e menos intensas. 

Uma transformação na qualidade de vida. Não só da Eloize, aos 12 anos, mas de toda família. “Minha mãe tinha largado a vida inteira dela. Família, casa, tudo, só para cuidar da minha irmã. Ela lidava muito mal com as crises, ficava muito nervosa. Acabou quase entrando em depressão”, diz Pamila. 

“Foi uma fase muito difícil. Imagina que você faz de tudo, tenta um monte de remédio, cirurgia, e nada dá certo”, continuou. “Agora, minha mãe continua em casa, mas consegue sair. Antes não fazia nada com medo de acontecer alguma coisa. Hoje passeia normal pela rua com a gente.”

 

Fonte: Cannabis & Saúde

 

 

Veja tmbm:

 

terito logo

acesse:

Escola de Lucifer
Círculo EDL
Unebrasil

Livro Lucifer

Unebrasil.net
Quero Vencer
Congresso Digital

Luz p’ra nós!

666

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
19 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Silvia Cristina Rodrigues
18/03/2021 4:30 pm

Luz p’ra nós! 🍎

Rômulo Matheus Lins
18/03/2021 6:39 pm

Luz p’ra nós!

Eduardo Donald
18/03/2021 7:11 pm

Lux

José Ricardo Dos Santos
18/03/2021 8:00 pm

Luz p’ra nós.

Lucas Schwarzbold
Editor
18/03/2021 8:42 pm

Luz pra nós 🙏🏾

Gustavo Borba
18/03/2021 9:34 pm

Luz p’ra nós!

Lin de Oliveira
18/03/2021 10:10 pm

luz p´ra nós

Beatriz Belato
19/03/2021 10:34 am

Luz p’ra nós

Romário Vieira
19/03/2021 10:41 am

Luz p’ra nós!

Daniela Cristina
Editor
19/03/2021 10:57 am

Luz p’ra nós

khetelin oliveira
19/03/2021 3:48 pm

Luz p’ra nós!

Daniele Monteiro Pereira
19/03/2021 9:16 pm

Luz p’ra nós! 

Leonardo Moreira
19/03/2021 9:53 pm

Gratidão.
Luz P’ra Nós!

Bruno Davi Moquiute
20/03/2021 12:42 am

Luz para nós!!

Williams Rodriguez
20/03/2021 6:18 pm

Luz pra nós!

Gustavo Borba
20/03/2021 10:42 pm

Luz p’ra nós!

Luiz Cláudio
21/03/2021 3:54 pm

Luz p’ra nós!

Miryam Yoshiko
Admin
23/03/2021 6:12 pm

Boas indicações de matérias irmão!

Existe uma organização chamada “ABRACE”, onde o canabidiol é fornecido por um preço mais acessível, pois caso contrário é preciso importar por um preço 5 vezes maior. Absurdo? Mais absurdo é a Anvisa estar interferindo nessa distribuição, que como sabemos,está nas mãos das empresas farmacêuticas.

Pedro Silveira Goulart Cassiano
25/03/2021 6:28 pm

Valeu irmão,luz pra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

19
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas