sex. mar 5th, 2021

Pesquisadores descobriram que bagaço de cana-de-açúcar purifica água

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


O cobre é um metal maleável e bom condutor de eletricidade, por isso muito usado na indústria, construção civil e em atividades agrícolas. É largamente utilizado para controle de proliferação de cianobactérias em reservatórios de água para consumo humano. Em pequenas quantidades é elemento essencial a organismos vivos, mas em altas concentrações na água pode provocar náusea, vômito e diarreia, segundo análises da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Já a maior parte das emissões de crômio (Cr) para o ambiente tem origem em atividade humana, destacando a aplicação em processos industriais, como o curtimento de couro e o tingimento têxtil. A toxicidade depende do seu estado de oxidação: o Cr(VI) é a forma mais tóxica, considerada cancerígena, enquanto Cr(III) é um micronutriente essencial para a manutenção do metabolismo em humanos. Devido aos seus efeitos adversos e à grande quantidade de resíduos industriais contendo Cr(VI), novas técnicas empregando biossorventes têm sido propostas para sua remoção em águas e efluentes.

Na pesquisa, o grupo brasileiro desenvolveu um compósito de bagaço (resíduo de biomassa proveniente do processamento da cana pelas usinas de etanol e de açúcar) e nanopartículas de magnetita sintéticas, mas que são encontradas na natureza. O compósito apresenta propriedades adsorventes e magnéticas, sendo eficiente na remoção de diferentes espécies químicas contaminantes presentes no meio aquoso.

Após a remoção do contaminante pelo compósito por processo de adsorção (pelo qual espécies químicas são retidas nas superfícies sólidas do adsorvente), o material é retirado do meio aquoso pela ação de um ímã, deixando a água limpa.

“Sua natureza híbrida, que une as propriedades da matriz biológica [bagaço de cana] com as magnéticas das nanopartículas de magnetita, permite que os materiais propostos no trabalho sejam versáteis. Ou seja, o material também pode ser aplicado na remoção de moléculas orgânicas [corantes sintéticos, drogas, hormônios e pesticidas], o que reforça seu potencial para tratamento de água e efluentes”, escreveu o grupo em dois artigos.

De acordo com Carrilho, o estudo faz parte de uma série de outros trabalhos que seu grupo vem desenvolvendo no Lab-MPB (UFSCar), usando biomassas como biossorventes, alternativa viável e eficiente para a descontaminação de ambientes aquáticos. Uma das pesquisas, apoiada pela FAPESP, envolveu, por exemplo, o desenvolvimento de material adsorvente feito com biomassa de levedura (resíduo também resultante de processos fermentativos da indústria sucroalcooleira).

“Com esses materiais, a proposta é criar colunas de adsorção em leito fixo contendo os compósitos adsorventes produzidos com resíduos de biomassa que seriam descartados, considerados lixo, para atuarem como filtros biossorventes. Esperamos que a produção científica com base no uso desse tipo de tecnologia continue crescendo no Brasil e impulsione a bioeconomia no país”, afirma.

Carrilho lembra que houve um crescimento considerável nos últimos anos do número de pesquisas produzidas por cientistas brasileiros envolvendo biossorção. Os biossorventes mais pesquisados no período são originados de matéria-prima vegetal, seguido de algas e microrganismos.

Segundo a pesquisadora, o interesse por estudos envolvendo biomateriais e processos capazes de remover contaminantes do meio aquoso, como hormônios, metais, pesticidas e outros.

 

Portais
 Fortaleça no merch!

escoladelucifer.com.br
unebrasil.org
unebrasil.com.br
unebrasil/livrolucifer
querovencer.unebrasil.com.br
congressodigital.unebrasil.com.br

Luz p’ra nós!

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:




Subscribe
Notify of
22 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Gutemberg Lima dos Santos
15/02/2021 3:44 pm

Luz pra nos

Bruna Sollara
15/02/2021 4:01 pm

Luz p’ra nós!

Admin bar avatar
15/02/2021 4:05 pm

Luz p’ra nós! 🍎

Eduardo Donald
15/02/2021 5:36 pm

Muito bom!

Beatriz Belato
15/02/2021 6:34 pm

Matéria importante!🙏🏻

Shirley 666
15/02/2021 6:54 pm

Que legal.
Luz pár nós.

Rômulo Matheus Lins
15/02/2021 7:15 pm

Luz p’ra nós

Silvia Cristina Rodrigues
15/02/2021 7:27 pm

Ótima matéria!! Luz p’ra nós… 🙏

Williams Rodriguez
15/02/2021 9:09 pm

Luz pra nós!

Xablau
15/02/2021 9:09 pm

Muito bom, luz pra nós

Admin bar avatar
15/02/2021 9:44 pm

Luz p’ra nós!

Silvia Cristina Rodrigues
15/02/2021 9:56 pm

Uma descoberta e tanto…🙏Luz p’ra nós…

Admin bar avatar
15/02/2021 10:14 pm

Luz pra nós!

José Ricardo Dos Santos
15/02/2021 10:58 pm

Luz p’ra nós.

Macauley Shivaya ''Mago''
15/02/2021 11:25 pm

Luz para nós!

Kaique
16/02/2021 8:26 am

Luz P’ra Nós

Camila Ribeiro
16/02/2021 12:52 pm

Luz pra nós!

Lucas Schwarzbold
Editor
16/02/2021 12:59 pm

Luz pra nós 🙏

Romário Vieira
16/02/2021 2:37 pm

Luz p’ra nós!

Diego Costa
16/02/2021 3:58 pm

Muito interessante, a cana já é gostosa por si só, agora o bagaço também mostra sua relevância

Gustavo Borba
16/02/2021 8:57 pm

Luz p’ra nós!

Arlete Lima
18/02/2021 10:54 am

Muito bom Que vai reutilizar algo que vai pra o lixo! Luz pra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

22
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas