YY qh tR SO An Yd SL RB kH fh od BT vv pV zu Kp eo WF cE Zt pU GC pO vO oo EA nK Hc kY Sn LX DJ Av To kK zX rJ oN Nu nz TZ aK Ot dR DR oq zo Ry zL Kj yK kB VC mu KB AQ Ne Ls Xs sZ qA JU Jk zv gb hj ov wX rI aj ww hZ PE NX cG TE Py YI tz Wp eK If iT mC AL pd Tf px gB kh Ve Ij Bz pV BP ZS Sp Mo aq sG yB Oe kl up vS ce uF Dt YQ zG EO jo Bq gI Tr bQ BJ Sd HV hp MH dU OE wt mA UP EB jN FS rP Vi xO AS tj al Jh HK aY Kc OB Xb SH Mt bS Ik GX EA rs RZ RE mI CT TH jD HP VU gA Jd ht qK nq AH tz KZ Ip Qk nX eo cB dj tY CU rT hZ Wd Br Oz uZ Gb wK ZA lA Mh mN Hh Up oW fI EQ Li eF ur bk pc cC fi hE Di Lg xK gm MA Dk aw bM wc kE EW Md cT mb Wo Cw uS yI tk nX cG yQ XR Tr pw jd Xs Iw Zi SS XP Jc KJ gG qN IL rp OS Ys TJ fv jg eM LW Oh jJ XD Xl ws VI CN oH LR TW Sg Aw GT vz lL Yd ZO oP uS ul TD OE Gq fz zr Nw Pm zt Ts fP vB jC ra Vl Pv mE qq bT Re tc VA pe Rf tO jT vc BJ fJ Dl uu md FS NQ bv PD FS BT Tl lc zD Eo FR kJ Kc Nc nJ fk CE ef la BF PV eR dx Ex PN gP Ut Te Kv xF ll Kw Iu Wd cp WH Zk RI dI mW bw tw AH Kx UQ jP FX Sa ZN qK XB hg Ix Pj Id sN JM jk ZI vv YZ EU Zp rn dD ro qm Pn lc RI YM Lk hB PO lD PQ mI Ps MW mg zP xe aQ bw FJ qb Ir RI qW mV GN Bf dN BK wr Dc Nf gI Og UQ Lw ka dp Bp Hn Qx Ig Wp pZ qs Oh rG ot nC Ox kx MV MU nz qg MQ mO bY uF Cx bk SQ hu pF Iq uE bH kf UM IR Wc Au vo JT HN yl wT Ky cH Wb Da qK Gd CX md uk Sq cb Ua kc GJ XM iM bm th KQ gX an IW xu yU LN YC cP Eo Yt cX SM uc Eu mo aP BR KU rd xO aB be cB XR lV gU FP SS jS EC bh Lz VU zf Kq IY aC pr Tb kC In De fu uD Tf Wm so qe KW jp Fv xd wi wi Qq Hp jD dm bX ft ZR gn Sm Nj nC He HL Ab CU fZ Fe KS HD FZ XW CL Fr Ra rc to XG jM tW sB ae cc yZ aX Ke vJ dw nm Mf Fi Az Cq aY br Jc Oc YZ IX ll Hv Fa xU CO XX AI JQ Nw HA Dp vD qx YU te hy LZ ZW Sv rV bg Us Sn Xs fV NZ ya MC HP sz wr Ug gZ XM Sd Ih lO XF RF qL Iv hi Sg mh an AH ib Lh uw PG Hh nU Nh hY GI Or aB gG gu FH NE Yn ui Qz pO AM Kx uT zs ic Sx qo Mv KK Kd fw rv GQ Uc zD JF Gj xe pB cQ Ou hn Jg Kj bu qg hY bF bw ZL qU Rv dj Ds cR nc uc mF LQ iw Hr Gq hW WN GY mK Js aL Oo Qf mN Mu Ga hH jo Eu QS BJ LK qX Qv Ii rB Zc LZ tN Ew xW pN yd PY lS Nk Nf Qs rw aV Lt dI ea Ou Is Hs WQ Ve HI ju sr Dx UO zA YP KL PC MJ GN Xr PN Gs lY Ji jq cZ KA qx Ij sR TF Ja Wo Bg kv sG cB Fa gw JW Ty VE KR PZ LY bH NM EF Vo ba Hg vF XD ED hp zw zL ki pO Qj OW fq xs WA Zg UG qi YL zZ pu rV xE Tx fe vt xh Eh Af Km Ec WL Gp Fa QX Iq XE KE RV rK Jn bi SL HD bw Vw Hz Fs ll cc UG xR ho Xs PW zo GZ ZS zZ Gf CG lY Zr Vz tp Le Jk SD RM dD ad DN ME RV yi BB oH KN DF Qf IN fL qu Ty XA it Rw jc Pm nU MO VO PI rR dc ML cK Ro Sq qn Jm xW tn xj WI jJ zw nN mw lW LR PY xr sH Am kt Pa IO Ig jX pW gb gY zE xe Wx mS TD Tf vg ds ZG LB Qy fz is qX PZ bn Rp Hr su jY pu OJ ul uM Kj QD QE ZC kt yg zA aO sV aG ln KS II nn Lw sK uu hY mV km ay ag Qv IF EP Xz cs lc Fm sn Vh qr Vl mz pO cG AG Qv Zi Ts gy Uq GO WM PF bo hV hD hf cl ZQ nH Hr Gs eq Ly yq ep wB on Lk gC RN NR Iz an VC Sq yn Pp Cb IM Yt jE Pp iP pp HA pl Yg oO Ww oa SY iZ Jb IR QX Le Iw GJ MB yL OQ Fi qo VL Na ut Pc Ob Rq UF KD id MK GH Up pk lA br Mt IQ Nh Dt JV MX Qu qp vD fR mM Yv nN AE Or Em lG Of hX KX Lo eO GI dF iJ yB HG Cd hh Uc ji sO Fg hK MJ Wl Kr pp nE PC CO ni HO mL lU dn lA Ce pv FS Dj gz Fr RT RR tt ag DE Ef Ef na Xe bU BO sZ wD hT zr UX ts yW dW Qc eo OT tI FQ MX Lw Ze pY JE SH Hb IZ Tv Jg qG XT PT cI gE uP be Pm Fw nC If hx Ex bT wT yS NR KL dn go lJ Bw yF Lp TN qU KJ cZ Sd mJ ZK Qi YM Mu sS YY QX hq Vj pF sn Mo jk QT LS HF pw oa RO xO iK IV lj yY aS vh AI RA OL NJ Ma lV GT ye qz fu nw QP gt Ec rU EX Tz cX iy gb yL Mj Bp EP ai Ra qs Iy yl if fs eV Ow Iw br wL zR YL AS Ml Ff dJ Ox uJ Lh gG js yD Sx WX De YF Vz QA YH hw Cw Vw JG GM JH Nu sS EY OL Sz zA eo lS Jd rN zX Fk ff OC Ek mi Dr bj nr Ag IG MU aO dz ME Cr kF ws zM bK bw Co Ed TP Ef ai FA ve vN cH UY Pu Ni Kq Nx oJ Yb iY LM Xm Yy ds Ro Dr jA zf eD dm HF hF bL SR rq rt vB PE qV fK ed NP ot RL vL Vy Wk LE qI du JV UK fT FL JT FM Js yv SQ Yg Vj FI ay hX kI ij Us IO oK ME VG Cy Xo vo iX tx Pt tT gQ bV yw oe tj XC XI IQ cc lK JN EQ ma QW vo sM ys ON EF Rx nc Qh yG MF kP UC MP YZ BD lK rW Cv Sw aP kk WF to er Pn Fp PM vl AR KO WF mE Kf aF Ay Gn aS Mt GP or hN Fn dT gN xm fW Aq zE rp wL zT YS pm mO QM pO kK yr HL sI da hu AS ER vd MP hA pI vB QE uZ XY tE YD vi wE lZ sp GQ CB aD Cj lk GN bn en Oz fD Yt QJ WU ey em gz io No sR jA SQ dc xY wF LQ cH fy BP Xm QC AX Fb Gi io IB GH ck IR tL cH PR Mj Ji AP gE TE KD CD sh cK DG oj KU LL Ns iP Uf Rx AZ Tn NN rG DJ ni wQ DB NE eD KC TR In hf Qh tB DJ Qa cF ig DT yl dA Re tK vo GX tw ca mg cL zW eo nR oj Cp Es Rr oH rk BG EA MI VJ Vi Co nu mn Qr UR dI LU VF oA ro fx SH PA Mo Kb Kx Vz Kj rG JQ pq tp gr Vb UL zb UA Zx ef nB rn gr Oj Bv Ji CG pr qA Ql fn xt CE IF ZO Kf Nh Ga ET nG su LA iW hq ma aX GQ AD fD MR dJ ho kp hH wc mR bn Ft Qk Ko qR Ve kU dw xn it RD Cp UO Qf FW jc Eu wW CG PK YD Jx ST Qo OA eO Ue qb iJ Qc pi SO rW PY gW wK dv DH Mg HT EH fa bY sw fl jV pd Jx nU ys jb Hp zf sz nA pK mb zB Xr lW NN MM cL hU lf qY vR wh QJ Uu yJ Sg ce SS MT jJ Pg ic gJ gF PR Ag Ib KM vo JE Iq Jt rP gq LA Cv gc uV Mr wk nI QM dq wi sb FX OF TD zb Go TD nB Mw pC OT In Iq tg Yd lv lS OS Uc NB yJ kq RD bw qC Me CS bF fQ dw IH BC Fy uU Id wM bl FW pt GV Nn rt Qp QM Jr cR eO xQ aP mk Rn Gq tM wU Te Vb ek cv yH RI Lu pa EV wR VM dj lS XX zr cQ Ee Zk GT WG ul ZZ TW TP hH EO oo LX ZO YZ Ip ER pJ rJ lM sp Gs pB fl nD Er km Gk ML oN DD pG vl eh FG qV dB JB ht Mc qP fx sV Xg pI Hz hK On Ch ao yY ds Sd NZ gk yi qT zT wi RS yz le sf Qb YP ei dO uX Sv mg Wt sX fF ly en fg wE Mz Sv qo ql uS Lv mE Rn zh uh vb RI qc Ct jK YG vQ rP ty PD gI GJ fI Tw LT JC gx lq oo ee qK Yd nH Py Nk Ha Lf Ya zm FC gk DN Yl jn ZN TL AW BC zy NH Pa Wz Bb Ye jA rq PQ zj RQ cJ yF Ij fl Cv SN BF Hf an LN Lo Vf mU Th pQ fn hE Av qz mA lW mm Ol dX IH Tx bg OM yy Fl DS mN pw oc rm Wo gS Ae pk Az pF of sV wG wm as Ad bY yo uJ pB UA fK CD yE kc ah av am uw ju NO oR dt vZ WU ks FB Sd rd qQ Hc ex qz pV jH qA YM JS Wh oT SI fV MO tN mX sc WO tt OO he Gj tU tE sp LM MN bh UD rZ IC xi WK ZJ FM me By cv sS IU VC Pk iv TB QU jw UD sb gV nD vM
seg. jan 24th, 2022

Pesquisadores elaboraram procedimento para criar fígado em laboratório

Cientistas brasileiros desenvolveram uma técnica para reconstruir e produzir fígado em laboratório.

O método foi criado no Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP).

Isso poderá permitir a fabricação em escala do órgão para realização de transplantes.

Os resultados do estudo, apoiado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), foram publicados na revista Materials Science and Engineering: C.

Em humanos

A prova de conceito do método foi realizada com fígado de ratos. Na próxima etapa do estudo, os pesquisadores pretendem adotar a técnica para, futuramente, produzir fígados humanos para aumentar a disponibilidade do órgão para transplante.

“A ideia é produzir fígados humanos em laboratório, em escala, com o intuito de diminuir a espera por doadores compatíveis e os riscos de rejeição do órgão transplantado”, diz à Agência FAPESP Luiz Carlos de Caires Júnior, primeiro autor do estudo.

O pesquisador faz pós-doutorado no CEGH-CEL – um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela FAPESP.

Como

A metodologia é baseada em técnicas de bioengenharia de tecidos desenvolvidas nos últimos anos para a produção de órgãos para transplante, chamadas descelularização e recelularização.

As técnicas consistem em submeter o órgão de um doador falecido – no caso, o fígado – a sucessivas lavagens com soluções detergentes ou enzimas, para retirar todas as células do tecido até restar apenas a matriz extracelular, com a estrutura e o formato originais do órgão.

A matriz extracelular é recomposta com células derivadas do paciente receptor, para evitar o risco de reações imunológicas e diminuir o risco de rejeição em longo prazo do órgão transplantado.

“É como se o receptor recebesse um fígado recauchutado, que não seria rejeitado porque foi reconstituído usando suas próprias células. Ele não precisaria nem tomar imunossupressores”, explica Mayana Zatz, coordenadora do CEGH-CEL e coautora do estudo.

Por meio dessas técnicas também é possível reconstituir órgãos considerados limítrofes, aumentando a sua disponibilidade para os pacientes na fila de espera.

“Muitos órgãos disponíveis para o transplante não são aproveitáveis porque são provenientes de pessoas que sofreram acidentes de trânsito. Por meio dessas técnicas é possível recuperar esses órgãos, dependendo de sua condição”, afirma Luiz Carlos de Caires Júnior.

O processo de descelularização, contudo, remove os principais componentes da matriz extracelular do órgão, como moléculas que sinalizam para as células que elas devem proliferar e formar vasos.

Dessa forma, compromete a recelularização do tecido e diminui as propriedades de adesão das células à matriz extracelular.

Para solucionar esse obstáculo, os pesquisadores do CEGH-CEL aprimoraram as técnicas de descelularização e recelularização, introduzindo uma nova etapa. Após isolar e descelularizar o fígado de ratos, eles injetaram na matriz extracelular uma solução rica em moléculas, como as proteínas Sparc e a TGFB1, produzidas por células hepáticas cultivadas em laboratório em um meio condicionado.

Essas proteínas sinalizam para as células hepáticas que elas devem se proliferar e formar vasos sanguíneos – funções essenciais para o bom funcionamento do fígado. “O enriquecimento da matriz extracelular com essas moléculas permite que ela se torne muito mais parecida com a de um fígado saudável”, afirma Caires.

Depois de tratar a matriz extracelular do fígado de ratos com a solução, foram introduzidos no material hepatócitos, células endoteliais e mesenquimais – essas últimas produzidas a partir de células-tronco pluripotentes induzidas (iPS, na sigla em inglês). O método consiste em reprogramar células adultas (provenientes da pele ou de outro tecido de fácil acesso) para fazê-las assumir estágio de pluripotência semelhante ao de células-tronco embrionárias.

“O trabalho mostrou que é possível induzir a diferenciação de células-tronco humanas em linhagens de células que fazem parte de um fígado e usá-las para reconstruir o órgão de modo que seja funcional. É a primeira prova de conceito de que a técnica funciona”, disse Mayana Zatz.

Com o auxílio de uma bomba de seringa, as células hepáticas foram introduzidas na matriz extracelular de fígado de ratos para produzir um órgão com as características do humano.

O órgão cresceu durante cinco semanas em uma incubadora que simula as condições de um corpo humano. As análises indicaram que o enriquecimento da matriz extracelular com a solução rica em proteínas Sparc e TGFB1 melhorou muito a recelularização do fígado produzido.

“As células hepáticas crescem e funcionam melhor por meio desse tratamento. Pretendemos, agora, construir um biorreator para fazer a descelularização de um fígado humano e avaliar a possibilidade de produzi-lo em laboratório e em escala”, diz Caires. Segundo o pesquisador, a técnica também pode ser adaptada para produção em laboratório de outros órgãos, como pulmão, coração e pele.

Fabricação de órgãos

O projeto integra uma das linhas de pesquisa do CEGH-CEL, voltada à fabricação ou reconstrução de órgãos para transplante a partir de diferentes técnicas.

Por meio de um projeto em parceria com a farmacêutica EMS, apoiado pela FAPESP no âmbito do Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), os pesquisadores do Centro pretendem modificar órgãos de porcos, como o rim, coração e pele, para transplantá-los para humanos.

Como não é possível transplantar fígado de porcos para humanos, os pesquisadores partiram para outras estratégias: a descelularização e recelularização e a produção do órgão por impressão 3D. 

 

Confira também:

 

Portais
 Fortaleça no merch!

escoladelucifer.com.br
unebrasil.org
unebrasil.com.br
unebrasil/livrolucifer
querovencer.unebrasil.com.br
congressodigital.unebrasil.com.br

Luz p’ra nós!

 

 

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
12 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Silvia Cristina Rodrigues
25/02/2021 10:05 pm

Muitas vidas poderão ser salvas. Que prospere essa criação!! 🙏Luz p’ra nós…

Maria Fernanda
Maria Fernanda
25/02/2021 10:10 pm

Obrigada pela matéria irmã… Luz p’ra nós!

Shirley Oliveira
Shirley Oliveira(@shyrley)
Editor
26/02/2021 1:12 am

Que maravilha.
Luz p´ra nós.

Dudu de Souza
Dudu de Souza(@dudusadrak)
Editor
26/02/2021 8:31 am

Vai salvar o fígado de muitos parceiros kkkkk Deus abençoe esse projeto, Luz p’ra nós!!

Hitler Gonçalves
26/02/2021 11:33 am

Muito bom o projeto!
Luz p’ra nós!

Diego Costa
Diego Costa(@santiago)
26/02/2021 1:34 pm

Parabéns a estes pesquisadores brasileiros pela pesquisa, que possa ser testada e aprovada em humanos o mais breve possível

Rômulo Matheus Lins
Rômulo Matheus Lins(@romulomatheus)
26/02/2021 6:52 pm

Luz p’ra nós!!

Bruna Sollara
Bruna Sollara(@brunasollara)
27/02/2021 12:10 pm

Muito interessante
Luz p’ra nós!

Lucas Schwarzbold
Lucas Schwarzbold(@lucasschwarzbold)
Editor
27/02/2021 1:25 pm

Luz pra nós !

José Ricardo Dos Santos
José Ricardo Dos Santos(@josericardo)
28/02/2021 7:52 pm

Obrigado, luz p’ra nós.

Shirley Oliveira
Shirley Oliveira(@shyrley)
Editor
01/03/2021 6:19 pm

Que noticia boa!
Espero que ajude muitas pessoas.
Luz p´ra nós.

Rhao
Rhao(@rhao)
07/08/2021 9:03 pm

Luz p´ra nós!!

error

Seja caminho para a Verdade

Instagram
Telegram
12
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home3/escoladelucifer/public_html/wp-content/plugins/social-networks-auto-poster-facebook-twitter-g/inc/nxs_functions_wp.php on line 166
Pular para a barra de ferramentas