Sanções da ONU (Israel-EUA) visam mais de 700 entidades e grupos Iranianos

Irã - Sanções da ONU (Israel-EUA) visam mais de 700 entidades e grupos Iranianos

Compartilhe a Verdade:


Todas as sanções da ONU (EUA/Israel) contra o Irã levantadas sob o acordo nuclear de 2015 estarão de volta em vigor em 5 de novembro, anunciou o governo dos EUA. 

As sanções vão levar 700 pessoas para a lista negra, anunciou o Tesouro dos EUA. Entre eles estão pessoas que obtiveram alívio no acordo de 2015, bem como mais de 300 novos nomes, disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin aos repórteres. 

As sanções também terão como alvo pagamentos através do mecanismo especial que a UE vem criando especificamente para evitar as penalidades de Washington e continuar comprando petróleo iraniano. 

Mnuchin também ameaçou com sanções contra o serviço de transações SWIFT. 

“O SWIFT não é diferente de qualquer outra entidade”, disse Mnuchin a repórteres. “Nós aconselhamos a SWIFT que deve desconectar quaisquer instituições financeiras iranianas que designarmos logo que tecnologicamente viável para evitar a exposição a sanções. 

O secretário de Estado Mike Pompeo confirmou relatos anteriores de que oito nações receberão isenções das penalidades reimpressas, mas se recusaram a nomeá-los e disse que a UE como uma entidade singular não estava entre eles. Relatórios anteriores sugeriram que a lista de isenções incluiria o Japão, a Índia e a Coréia do Sul. 

Pompeo divulgou uma lista de 12 demandas para o Irã cumprir se quiser que as sanções sejam suspensas (democracia e livre mercado global? Sim! Desde que seja submisso aos interesse do Dólar) . Isso inclui interromper todo o desenvolvimento de mísseis balísticos e nucleares, bem como acabar com o que Washington chama de “apoio ao terrorismo” de Teerã e retirar-se do conflito sírio.

Todas estas colocações acima estão distorcidas. Primeiramente porque a verdade é que os verdadeiros terroristas são os EUA, Israel e sua coligação direta com a Arábia Saudita e seu “Rei corrupto sionista”. Eles, EUA e Israel, fabricam e vendem armas para Arábia massacrar vários locais no Oriente Médio (Exemplo: Iêmen) em nome dos interesses dos EUA e Israel em desestabilizar aquela região e criar a ordem sobre o caos. O único País que ainda resiste bravamente contra esta tirania e ditadura mundial judaica escondida atrás dos EUA e dólar é o Irã. Pois não abrem mão de se nuclearizar e defender os interesses do povo e da resistência destes Países que estão sendo atacados.

“Nosso objetivo final é obrigar o Irã a abandonar permanentemente suas “atividades ilegais” (Ajudar a resistência) bem documentadas e se comportar como um país normal” (Comportar = Submissão – Entregar o petróleo de graça ao dólar e fazer vista grossa à carnificina Sionista), disse Pompeo. Mais detalhes estarão disponíveis na segunda-feira, quando as sanções entrarem em vigor, anunciou ele. 

Teerã está descartando as sanções, dizendo que é totalmente capaz de administrar sua economia apesar da pressão resultante.
– Orgulho do Irã! Persas guerreiros…

“As novas sanções dos Estados Unidos terão efeitos psicológicos”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, na TV estatal. Os EUA não atingirão suas metas políticas através de tais sanções, acrescentou ele.

Respeitos aos Iranianos e sua bravura. Eles sabem a verdade. Luz pra todos eles e para nós! Logo somaremos nesta batalha.

2
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Márcio Henrique Brito Vieira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Márcio Henrique Brito Vieira
Membro
Márcio Henrique Brito Vieira

FORÇA IRÂ!!! Eles são uma luz na escuridão

Membro

Sanções e mais sanções!Essas artimanhas muito utilizadas pelos EUA e Israel para matar outras nações por inanição e depois tomá-las de assalto.