seg. abr 19th, 2021

Casas EDL – As Cores (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:




“A Coerência é uma sensação. Toda sensação é uma frequência, pois obviamente, tem uma definição, ou, em outras palavras, uma Alma que se mantém sendo o que é, ou do contrário, não poderia ser definida nem encontrada (sentida). É um corpo feito de reflexos de si mesmo frente ao ‘nada’. Ângulos de perspectiva que o permite se auto-remontar e definir-se. Eis a Luz e suas 7 cores, a música e seus 7 tons; eis o Conhecimento dos 7 dias, como aspectos do mesmo processo Coerente. Eis a Geometria Sagrada e o ensinamento fundamental da Consciência da Vida que entenderão nesta obra.”
– Bob Navarro – Livro Lucifer – Onde a Verdade é a Lei.

Como desde os tempos antigos, a Escola L.U.C.I tem 4 categorias relacionadas às bases da Alma.

Sorces de KA – Os Magos Negros – Ordem de KA.

Seres que sofreram demais e se tornaram vingativos, fortes e solitários. Gostam de queimar e mostrar a dor a quem merece. Agradecem quando a Justiça precisa que o façam. Como o quente busca o frio, a luz busca trevas. Seu ataque vem de frequências positivas e negativas. Fazem o trabalho “sujo” da Ordem, então não são muito estáveis e ficam vulneráveis quando baixos.

Druids de HU – Druidas – Ordem de HU.

Druidas são magos da natureza, mas ao invés da causa ou efeito, eles se conectam com o ciclo. Na natureza eles encontram os mais lindos e preciosos sentimentos do Divino. Sua magia vem de runas, poções e feitiços de HU. Eles são grandes curandeiros. Através de HU entendem como conjurar animais, minerais, plantas, pessoas e os Elementos.

Sorces de RA – Os Magos Brancos – Ordem de RA.

Seres que acabaram de se recuperar de grandes turbulências ou missões, alguns já cumpriram suas maiores metas e dedicam-se à manutenção da Luz com os Ptah. Não saem da frequência Prata e Dourada. Eles permanecem em altas frequências de harmonia. Sua magia vem de frequências positivas. Nenhuma frequência baixa pode atingi-los.

Arquitetos de Ptah – Os lógicos – Ordem de PTAH.

Tradutores, organizadores e estrategistas. Encaram a magia usando ciência e discernimento lógico ao invés de entrega abstrata. Gostam de definir o que está acontecendo e de entender os métodos que a mágica ‘esconde’. Estes são os chatos, mas realmente necessários para todos. Eles são os lógicos. Precisam de provas tocáveis. Quando a ciência se torna magia em tempos como esse que agora volta, céticos e doutores tornam-se amigos de Ptah.
Os Mestres Ptah mostram a eles todos os detalhes de cada construção no Universo usando provas e termos lógicos.
Magia é modulação frequencial, Poção é mistura química, Runa é material magnético. Eles podem controlar os sentimentos como ninguém, uma vez que são objetivos e lógicos, frequências ao redor são deixadas de lado, mesmo na dor.

“Felicidade é Luz, feita de cores que giram.”– Bob Navarro – Livro Lucifer – Onde a Verdade é a Lei.”

As Cores e os Chakras –

7 Chakras representam as 7 perspectivas de tradução da luz para a Consciência criativa.

Os Chakras são:

Básico-vermelho (três dedos acima do órgão): Criativo
Umbilical-laranja (sobre o umbigo): Digestivo
Plexo Solar-amarelo (no centro do peito): Emocional
Laríngeo-verde (sobre a garganta): Comunicativo (relativo azul-lógico)
Frontal-azul (testa): Tradutor/transmissor
Coronário-violeta (cabeça): Captador/transmutador
Das mãos-prata: Transmissor e sensor das demais.

Juntos são nosso Momento Septa – consciência autônoma. Ao organizá-los obtém-se domínio do universo interno; ou reflexo singular do todo. Pode-se vê-los pelas 7 cores da Aura. As cores que enxergamos na aura são parte da essência básica das consciências. 7 Frequências que estão em tudo e resultam em todas as demais. As vemos como 7 cores, ouvimos como 7 notas, tocamos como 7 formas. Podem ser vistas ao redor do corpo (Aura externa) e no interior, sobre os órgãos (Aura interna).

Para a Aura, as cores em evidência nítida são:

Azul: Estabilidade.
Vermelha: Poder de magia na externa, doença na interna.
Verde: Cura. – Poder de cura ou momento de cura própria.
Dourado: Espiritualidade, ponderação, mediunidade.
Lilás: Bens, glória, conquista.
Violeta: Mudança, adaptação, evolução.
Prata: Soma todos os demais aspectos, puxando mais para aquele que a consciência permitir. Esta cor domina a aura da maior parte dos Luciferianos.

Obs: Na aura vemos o lilás como fração significativa do violeta, enquanto nos Chakras compartilham a mesma região. Por outro lado, vemos laranja se destacar do vermelho nos Chakras, enquanto na aura vai no máximo para Dourado. Tal como no prisma ou arco-íris, as cores vibram em ressonância. O azul, índigo e ciano se confundem, tal como magenta, lilás e violeta, ou vermelho, laranja e amarelo. A intensidade altera a vibração e o observador perceberá, podendo então traduzir.

Casa Ka –
Coronário-violeta (cabeça): Captador/transmutador

Violeta: Mudança, adaptação, evolução.

Casa Hu –

Laríngeo-verde (sobre a garganta): Comunicativo (relativo azul-lógico)

Verde: Cura. – Poder de cura ou momento de cura própria.

 

Casa Ra –

Plexo Solar-amarelo (no centro do peito): Emocional

Dourado: Espiritualidade, ponderação, mediunidade.

Casa Ptah – 

Frontal-azul (testa): Tradutor/transmissor

Azul: Estabilidade.

Visualização da aura e dos Chakras:

Se conseguir, desfoque o olhar. Do contrário, apenas fique sem piscar que ele desfocará. Olhando para determinado ponto do corpo da pessoa, preste atenção em outro. Espere de 15 a 30 segundos.
Repare nas tonalidades que com o tempo se tornarão cada vez mais nítidas. Mesmo quando a pessoa se mover ainda permanecerá visível sua silhueta. Se quiser ver algum Chakra, repita o mesmo processo tendo em mente aquele que quer visualizar. Estas cores podem ser visualizadas em objetos, animais e em qualquer tipo de expressão vibracional, revelando sua ação. Normalmente em objetos vemos na aura a cor complementar.

Vibração das cores –

As pessoas e animais sempre possuem uma vibração geral puxada para alguma das cores primarias; (onde ciano vai para azul e magenta para violeta). Embora o ambiente e situação mutável de cada dia as influencie, podemos classificar uma base girando em torno de:

Casa Ka –

Violeta: Rebeldes, orgulhosos, indecisos, pentelhos, temperamentais, criativos.

Casa Hu –

Verde: Naturais, sensíveis, sinceros, resistentes, as vezes tediósos mas agradáveis. São os mais longe do Vermelho.

Casa Ra –

Prata: Liderança, Poder, equilíbrio, criação.

Casa Ptah –

Azul: Organizados, lógicos, fortes, céticos, calmos. Posicionam Vermelho com o Violeta.

 

As emoções e cores estão conectadas e correspondem a estes mesmos desenhos e momentos iniciais:

Casa Ka – Criativo / imaginação, sabedoria. 

Casa Hu – Pacífico / crescimento, saúde.

Casa Ra – Equilíbrio / neutralidade, calmo.

Casa Ptah – Confiança / segurança, força.

Página final Livro Lucifer:

Nota não-paginada para estudo

Como vimos no decorrer desta obra, qualquer “algo” que sinta-se ou seja visto como “algo”, deve estar separado do “resto” ao redor, ou seja, algo mais. Disso já vemos 1 e 2, vendo ambos, somos o 3. Ou seja, passamos pelo Ponto, Reta e triângulo. Aprendemos a “manipular” a perspectiva dual inicial, “dois opostos”, e assim, posicionamos qual lado é qual lado, e organizamos retas contrapostas. Fazendo isso, geramos a forma, o 4, que olharemos a partir do 5, que sobrará como um “chapéu” no quadrado, podendo então, refletir-se do outro lado, o que gera o Hexagrama, o 6 – fazendo naturalmente, um centro ao meio. O 7. Esse processo simétrico é o único possível para que qualquer algo possa se “auto-contemplar” sem se perder no vazio. É a base de qualquer pensamento ou criação que se possa conceber. A partir daí, cada ângulo da forma consegue compreender o outro canto, podendo se identificar como “diferentes”, apesar de “iguais”. Qual ponta da “estrela de Davi” é a parte de cima? Sozinhos ficam perdidos, pois são todos os lados ao mesmo tempo, indefinidos, são iguais. Mas juntos, podem personificar-se, serem únicos, gerando assim, referências uns para os outros. O processo consegue se recriar a partir do triângulo p’ra cima e triângulo para baixo, pois dessa maneira, terá todas as perspectivas espaciais e temporais conectadas. Dominarão um lado e outro de maneira totalitária, podendo iludir os processos anteriores e os posteriores. Por isso o 7 é a consciência por ação. Por isso a base de TUDO divide-se em 7, pois a partir daí, é sempre manutenção do mesmo processo, para frente e para trás. Esse processo vemos como cores, ouvimos como tons, sentimos como formas, traduzimos como opções, – perspectivas. Veja que uma cor cria a outra e volta para si mesma. – Violeta-Azul-Verde-Amarelo-Laranja-Vermelho-Violeta. – Juntas são a Luz Prata. Entre estas cores veremos cores intermediárias. O mesmo acontece com as notas. Dó-Ré-Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó, e entre estas notas veremos as intermediárias. Juntas, formam acordes, e música. Veja que a Luz, a Consciência, o Todo, viajando de forma circular, também está viajando de forma linear, – como “raios da roda”. Embora no centro da roda estas cores se abracem e se auto-compreendam, uma com a ajuda da outra, estarão tocando umas às outras por tabela, como podem ver nos desenhos a seguir, – conforme os “raios” se afastam do centro, que é a perspectiva geral, ficarão mais distantes uns dos outros, gerando um “degradê” maior, ou seja, variações de perspectivas mais limitadas, mais confusas. As consciências conforme trilham seus rumos, se aproximam de maneira mais clara da essência dos raios. Já as consciências que se confundem no Teatro, misturam-se nas tonalidades embaralhadas mais longínquas do centro. Nas formas será igual, e toda a tradução material partirá da soma destas divisões. O átomo possui 7 camadas, toda a matéria é ilusão das variações destas camadas.

As 7 cores centrais, personificadas, são 7 Deuses de personalidades Justas, mas Diferentes. Veremos o Violeta plasmar em Prata, deixando o Índigo em seu lugar. Ficando 3 p’ra cima e 3 p’ra baixo. O que vemos como cores primarias e secundárias. Amarelo com azul dá verde, e Amarelo com Vermelho dá laranja. O Amarelo é a terceira cor primária, pois não tem nele nem a primeira nem a segunda, enquanto o Violeta tem as duas – Vermelho e Azul, os  extremos opostos, a onda mais curta e a mais longa, por isso o Violeta organiza o círculo de cores, embora não seja primária. Pois vê de “fora” e soma as duas perspectivas principais. Eis a Tríade. Vejam no disco a seguir, as cores centrais como Deuses, opiniões justas sobre qualquer parte do Teatro, mas diferentes. Somente juntos, um equilibrando a cor do outro, poderão fazer o giro harmônico. Quanto mais o Círculo “realidade” cresce em relação ao centro, maiores e mais embaraçadas ficam as cores, pois mais distantes estão da Reta central – o Raio equilibrado das cores paralelas. Peguemos o laranja por exemplo, de um lado ele concorda mais com o vermelho, do outro, mais como o amarelo. Mas o vermelho e o amarelo não concordam em quase nada, se não fosse o laranja uni-los em perspectiva. Assim também acontece com os tons musicais, formas e Deuses, gerando traduções justas para todos.

O Azul e o Vermelho se matariam se não fosse pelo Violeta que une os dois, convence os Dois. Esse processo mantém a base de tudo, pois o Violeta gira do Azul, passa por todas as cores, e volta para ele mesmo. Assim como cada canto do Hexagrama, que para poder estar em lados opostos, precisam de referência, ou tentariam ser a cabeça ao mesmo tempo, sendo nesse caso, nada. Quando o Violeta posiciona Azul e Vermelho, as demais se organizam, gerando o
Prata. – A luz 7. Que gerará tudo o que vemos, em ilusão relativa. Vejam as cores centrais como Deuses, e o Círculo geral como as massas, a Realidade. O Círculo pode ser imenso, mas quanto mais crescer, maior será o vão entre um Raio e outro. Assim, não conseguirão ir muito longe, pois se perdem na indefinição de seus tons. Deverão sempre buscar a luz, as 7 cores originais na base do Giro, sentindo assim, o que chamam de Felicidade. Por essa razão, ninguém consegue ir muito longe da base, da Verdade, do centro da Vida, que é nosso mundo. Não importa se viajar para o Macro ou Micro cosmo, não importa se viajar em pensamento ou em ‘matéria’. Quanto mais se distanciar do centro, menos coerência sentirá, menos felicidade e possibilidade terá de continuar, pois verá apenas distorções. Para afastar-se muito do núcleo da realidade, é necessário a presença dos próprios “Deuses”, pois estes, criam a partir da escuridão, já que trazem em si, a base própria das cores, montadas por suas perspectivas simultâneas. Cada cor deve abranger seu degradê, “seu lado mais cor da esquerda e mais cor da direita”, o Violeta tem que se virar com seu lado Azul e seu lado Vermelho. Deve fazer destas coisas opostas, uma coisa só. Isso é harmonia, um lado sempre estará fazendo exceção e concordando com o outro, embora veja diferente, sente a coerência transmitida em perspectiva. Estude os desenhos abaixo:

Veja que as Ordens se posicionam em sensações estáveis, deixando Alegria e Fúria em ângulos passageiros que todos podem contemplar, mas não permanecer, pois nos confundem. – Servem de perspectiva temporal, não Plena.

– Veja que a soma das 3 centrais geram as 3 externas e as 12 variações gerais. – O Violeta separa os lados Frio e Quente, posições extremas. É Alpha e Ômega. Assim faz-se a Luz e a música, assim faz-se os Deuses e a geração da realidade em perspectiva teatral, cada um com a personificação e tradução de sua cor, ou ângulo – pontos de vista que geram harmonia entre os homens, os tons e as cores. – A Borda da Realidade. TUDO é “feito” disso e Isso é tudo. Veja que estes ângulos bastam para se auto-criarem, um encostando no outro, dispensam qualquer outra reta. As 7 centrais podem administrar todas as outras que serão intermediárias, “bemol”- concordarão com dois lados em igualdade, dependendo de algum dos 7 centrais para ter harmonia e definição. Quanto mais distante do centro, maior será o “degradê”. -Mais longe os ‘lados opostos’ estão da reta central lincada à uma das 7 Cores Básicas. Isso tira força dos tons, tira afinação das notas, tira definição, coerência e poder de criação entre os homens. Quanto mais compreender a si mesmo, mais perto de algum Raio Central estará, mais próximo do centro geral da Luz, – mais evoluído.

Estes momentos básicos se alinham fora, juntos, para terem base dentro. Isso gera a Coerência e Felicidade. Do contrário, não poderiam manipular os “degradês” internos, que mesmo no centro, ao aproximar-se, aparecem. Lembrem que Laranja e Índigo são “Semi” – Mi e Si.

Embora Violeta esteja como consequência entre Azul e Vermelho; Azul está como causa entre Violeta (o mais acelerado) e Vermelho (o mais lento). Por isso a troca entre Dó e La Menor não altera a escala. (Ambos podem ser Celta – Centro). As von- tades de Jeová e Lucifer são harmônicas, violeta está antes do 1, mas apenas depois.

Olhe fixamente, sem piscar, para a Flor das Cores acima e veja as pétalas girando. – As cores estão umas nas outras, e suas relações referenciais geram o posicionamento espacial e temporal. Geram a perspectiva canalizadora das sensações, pois dão diferencial relativo. Ao focar uma cor, será conectado a do lado e assim por diante, infinitamente, o que cria movimento (gerado pelo Violeta que une Vermelho e Azul fechando o “circuito”).

Esse processo é a Luz Prata, o Tudo no Nada, a autossuficiência da Consciência. A Base que gera o holograma da Vida. O Momento Septa que cria a ilusão do Teatro “externo” e se mantém vivo por ele. Eis aqui o segredo da Consciência – A harmonia da Vida – Alma da Luz.

– Com isso, tens não somente a ciência mais exata, o quadro mais belo, e a música mais linda, mas também, o ser mais lúcido com a Justiça em equilíbrio pleno e palpável. Conhecimento é Poder, e Poder é dívida.

– Dívida para com a beleza do todo, que deve ser refletida dentro, alinhando assim, a cor que você mesmo é, na Luz que juntos criamos.

Para melhor entendimento leia a Obra completa Lucifer – Onde a Verdade é a Lei – Bob Navarro.

Fonte: Livro Lucifer – Onde a Verdade é a Lei – Bob Navarro.

 

Veja também:

 

Casas EDL – Ascendente (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Notas musicais: 440Hz, o Controle pela Música

A Kundalini e os Chakras

Portais

escoladelucifer.com.br
unebrasil.com.br

unebrasil.net
unebrasil.org
congressoonline.org
unebrasil/livrolucifer
querovencer.unebrasil.com.br
congressodigital.unebrasil.com.br


Luz p’ra nós!

 

 

 

 

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
24 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus Ramos Da Silva
02/03/2021 10:05 am

luz pra nós!!!

Silas Ramos da Silva Junior
Reply to  Matheus Ramos Da Silva
02/03/2021 2:56 pm

Luz p’ra nós!

Maria Fernanda
02/03/2021 9:53 am

Excelente post! Gratidão… Luz p’ra nós!

Camila Ribeiro
02/03/2021 10:11 am

Luz pra nós!

Hitler
02/03/2021 10:38 am

Muito bom o post!
Luz p’ra nós!

Williams Rodriguez
02/03/2021 11:13 am

Luz pra nós!

José
02/03/2021 12:51 pm

Luz pra nós

Silvia Cristina Rodrigues
02/03/2021 10:09 am

Sabedoria muito ampla, muito grata por nos pisicionar nos ensinamentos mais profundos! 🙏💜 sobre as essências, vlw Mestra…✨ Luz p’ra nós!!

02/03/2021 1:20 pm

Gratidão Mestra🙏🏻 Belíssimo post! Obrigado nós trazer esse estudo tão amplo e aprofundado respaldado pela Obra Lúcifer.
Luz p’ra nós 🍎

Silas Ramos da Silva Junior
Editor
02/03/2021 2:50 pm

Infprmações essênciais, gratidão mestra.
Luz p’ra nós!

Ariel dos Santos
02/03/2021 3:04 pm

Luz p’ra nós!

Beatriz Belato
02/03/2021 4:26 pm

Gratidão mestra , ótimo post🙏🏻❤

Michelly
Admin
02/03/2021 4:51 pm

Muito massa! Luz p’ra nós!!!

Romário Vieira
02/03/2021 7:47 pm

Gratidão, luz p’ra nós!

Diego Costa
02/03/2021 7:49 pm

As casas da escola são formidáveis , cheias de informações lógicas e sensoriais. Gratidão eterna por elas

Admin bar avatar
02/03/2021 9:09 pm

Luz pra nós!

Victor Reis
03/03/2021 8:17 am

Excelente post! Luz p’ra nós!

Daniela Cristina
Editor
03/03/2021 1:01 pm

Lindo post! Amei demais! *-*

Lucas Schwarzbold
Editor
03/03/2021 2:28 pm

Luz pra nós !!

Gustavo Borba
03/03/2021 7:33 pm

Post maravilhoso!
Luz p’ra nós!

Gustavo Kraemer
03/03/2021 7:48 pm

Grato 🙏 Muito bom ler e reler essa obra divina.

Pedro Silveira Goulart Cassiano
06/03/2021 4:29 am

Luz pra nós!

Rayana Uraniel
07/03/2021 6:15 pm

Gratidão Mestra por essa matéria tão essencial, ja ‘circulei muito refletindo mas quando percebo plenamente estava processando parada no Verde, Lar pra onde sempre volto💚 Maravilhoso post Gratidão💜🙏🏼 Luz p’ra nós!

Last edited 1 mês atrás by Rayana Uraniel
Admin bar avatar
05/04/2021 6:18 pm

galera tem como ter duas casas predominantes?? eu tenho um sentimento forte com a casa ka e a ptah, e experiencias que me colocam nesse pensamento, o que fazer? ou como decidir?

error

Seja caminho para a Verdade

24
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas